terça-feira, 29 de junho de 2010

Hã?

Quem foi que definiu o certo e o errado? Nossos valores nasceram de quem? Como saber se nossas atitudes são realmente coerentes? As vezes para agradar alguns desagradamos outros. Porque não podemos fazer os dois? Porque temos que escolher sempre alguma opção? Porque precisamos fazer escolhas afinal?

Perdida entre o certo e o errado, ou melhor, entre o que eu quero e o que não quero fazer, resolvo ser política ao extremo. Política sim, e mesmo assim verdadeira em meus sentimentos. Tenho que aprender que as pessoas, assim como eu, também são obrigadas a fazer escolhas que nem sempre as agradam.

Enquanto isso, olho pela janela e vejo inúmeras casinhas a distancia, e penso aqui, tantas pessoas devem estar nesse momento em algum impasse da vida perante as escolhas que somos obrigados a tomar. E então, acendo um cigarro e tomo uma xícara de café.

Um comentário:

  1. É, algumas regras simplesmente, não fazem o menor sentido rs

    bj

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!!!!